Em 2021, foram abertos mais de 4 milhões de negócios no Brasil. De acordo com o Mapa de Empresas, plataforma digital do Ministério da Economia, o número representa um aumento de 19,7% em relação a 2020. Dados também apontam que o tempo médio de abertura caiu de cinco dias e 9 horas para apenas dois dias.

Apesar do período mais curto, o processo segue um tanto burocrático – a não ser que a intenção seja da natureza de um Microempreendedor Individual (MEI), que, nesse caso, pode ser feito online e sozinho. Para você não cometer erros que podem custar caro no futuro, no entanto, conheça os principais passos nessa trajetória.

1. Contrate um contador

O contador já está acostumado a lidar com os detalhes minuciosos que envolvem a abertura de uma empresa – e que, inclusive, podem mudar de acordo com o município e a atividade empresarial. Então, contrate um profissional para evitar dor de cabeça. Aqui, a dica é buscar uma pessoa que esteja registrada no Conselho Regional de Contabilidade (CRC) e no Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis (SESCON).

2. Elabore o Contrato Social

Junto ao contador, crie o Contrato Social, documento considerado a certidão de nascimento da empresa. Nele, constam todos os dados básicos, como o nome e quais são os deveres de cada sócio, o endereço da sede, o ramo de atuação, entre outros detalhes. O papel também é usado para questões burocráticas, como a abertura de contas bancárias.

3. Vá atrás dos registros

Para conseguir funcionar de maneira legal, é importante que a empresa tenha todos os documentos necessários. Os principais são: registro perante a Junta Comercial, cadastramento na prefeitura local e inscrição estadual. Cada um deles serve para regularizar a companhia perante a Receita Federal. Disponha da ajuda do contador para emiti-los corretamente.

4. Digitalize os processos

Um passo que se provou essencial após a chegada da pandemia de covid-19 é a digitalização das empresas. Aqui, é importante pensar tanto no atendimento ao público, com site, perfis em redes sociais e contato no WhatsApp Business, como nos processos internos. Ao transformar setores tradicionais, como administrativo e financeiro, há a possibilidade de diminuir erros e ter maior controle da operação.

5. Crie uma reputação financeira

Logo após abrir a empresa, crie uma conta bancária e realize transações financeiras. Isso porque desenvolver uma boa reputação no mercado é essencial para caso a companhia precise de crédito no futuro. Se o negócio não tiver esse histórico, os valores do empréstimo podem sair mais caros, uma vez que há risco de inadimplência.