O SMTP é um protocolo para envio de e-mails, usado desde a década de 1980. Saiba como funciona, principais portas de entrada e comandos.

Você, pessoa desenvolvedora, quando vai atender seus clientes e configurar caixas de e-mails para eles, muito provavelmente já ouviu a pergunta: o que é o protocolo SMTP? 

Já que se trata de uma dúvida bastante comum, inclusive para quem está iniciando a jornada na carreira, preparamos este artigo com algumas respostas para esclarecer de uma vez por todas os seguintes pontos: 

  • O que é SMTP? 
  • Para que serve? 
  • O SMTP é seguro? 
  • Como definir um SMTP estendido? 

A seguir, confira o significado da sigla e sua funcionalidade. Acompanhe a leitura! 

Navegue pelo índice

    O que é o protocolo SMTP e para que serve? 

    Simple Mail Transfer Protocol (SMTP) ou simplesmente Protocolo de Transferência de Correio Simples. Como o próprio nome sugere, trata-se de uma regra usada no envio de mensagens por caixas de e-mail. Basicamente, é um carteiro digital, que medeia o envio de mensagens entre servidores

    Sua origem é atribuída ao cientista da computação Jonathan Bruce Postel, mais conhecido como Jon Postel que, em 1980, lançou a medida.

    O pioneirismo de Postel, no entanto, vem de outras inovações, como seu envolvimento junto a outros profissionais na Advanced Research Projects Agency Network (Arpanet). Ela serviu para fins militares a partir de 1969 e constituiu uma das primeiras redes de computadores antes da internet como conhecemos hoje

    Voltando ao SMTP, o protocolo serve para transferir um e-mail de um remetente a um ou mais destinatários. Por tal limitação, age em conjunto com outras normas, como o Post Office Protocol (POP) e o Internet Message Access Protocol (IMAP).  

    Ambos POP e IMAP têm a funcionalidade de listar, fazer o download e salvar as mensagens de um servidor, disponibilizando-as para consulta. 

    SMTP estendido 

    O SMTP estendido ou ESMTP é como se fosse uma versão atualizada do SMTP original. Lançado na década de 1990, o ESMTP inclui, entre outras novidades, o envio de anexos e a versão otimizada do Secure Sockets Layer (SSL), que é o Transport Layer Security (TLS). 

    O SMTP opera como um carteiro digital que faz com que as pessoas enviem seus e-mails
    O SMTP opera como um carteiro digital que faz com que as pessoas enviem seus e-mails. (Fonte: Getty Images/Reprodução) 

    Funcionalidade do SMTP 

    A função do SMTP é, de um modo geral, fazer a ponte entre o servidor do remetente e do destinatário do e-mail, conectando-os para que seja possível transmitir a mensagem. Para tanto, existe o cliente SMTP, que age como um agente do usuário, e o servidor SMTP, que opera para transferir e redirecionar o e-mail.  

    Para exemplificar e simplificar o entendimento, é como se o SMTP fosse um pombo-correio, que leva a mensagem, conectando remetente ao destinatário, tudo pelo digital.  

    O processo se inicia quando a pessoa abre a caixa de e-mail e inicia a escrita da mensagem. Nesse momento, o SMTP entra em ação, comunicando-se com o servidor de quem receberá a mensagem para ter uma espécie de autorização para enviar o texto

    Quando não dá certo por algum motivo, seja falta de retorno do servidor, seja por uma digitação errada no endereço do e-mail, é comum receber em retorno uma mensagem de erro. Geralmente, parte do famoso remetente “Mail delivery subsystem”, informando a falha na entrega. 

    Claro que tudo isso ocorre sem que o usuário sequer perceba, a não ser que receba um alerta de que algo não correu bem. Contudo, esse processo exige uma série de regras técnicas, e destacamos algumas delas no próximo tópico. 

    Comandos do SMTP 

    Em termos técnicos, o SMTP opera seguindo alguns comandos. Entre eles, destacam-se: 

    • HELO — quando o SMTP de origem se apresenta ao de destino. 
    • EHLO — a inversão da sigla age para solicitar o SMTP estendido. 
    • RCPT TO — seria uma forma simplificada de “recipient to”, que é quem vai receber a mensagem. 
    • MAIL FROM — de onde parte o e-mail, ou seja, o destinatário. 
    • DATA — é toda e qualquer informação presente no corpo da mensagem. 

    Além disso, para que o protocolo SMTP funcione, ele opera ainda a partir de algumas portas que são identificadas por números. Entenda quais são a seguir. 

    Portas de SMTP: conheça as mais comuns 

    Essas entradas são divididas em dois tipos: portas de submissão (envio da mensagem) ou de relay (conexão entre servidores). São elas: 

    • 25 — uma das mais antigas, criada em 1982 e usada em muitos sistemas, especialmente internamente em redes, mas muitos provedores de Internet bloqueiam a porta 25 para prevenir o spam. 
    • 465 — serve para estabelecer uma conexão entre servidores SMTP e é utilizada para envio de e-mails com SSL/TLS. 
    • 587 — trata-se da mais utilizada hoje por proporcionar maior segurança. 
    • 2525 — semelhante à 587, mas serve apenas para alguns servidores. 

    Hoje já se tornou desnecessário configurar manualmente os protocolos mencionados, incluindo o SMTP. Isso acontece porque uma grande parte dos aplicativos usados nos smartphones ou via sites já têm essa configuração nativa. 

    Porém, existe uma exceção para quando o usuário precisa baixar as mensagens e salvá-las em seu computador. Nesse caso, é comum fazer o download do software da aplicação na própria máquina, como é o caso do Outlook. Em seu primeiro uso, o programa exige a configuração dos protocolos, guiando a pessoa no processo para encontrar as informações necessárias. 

    No entanto, vale lembrar que não existe uma regra padrão para esse tipo de configuração de SMTP, uma vez que cada provedor de e-mail tem suas próprias especificações, e é preciso seguir à risca a inclusão de todos os dados a fim de evitar problemas. Por isso, continue a leitura para entender de que forma tornar o uso do protocolo seguro

    Como saber se o protocolo SMTP é seguro? 

    Embora ainda seja uma medida considerada confiável, o protocolo SMTP também é passível de sofrer com questões como o envio indiscriminado de SPAM.  

    Por isso, entre os fatores para aumentar a segurança está a adoção de uma extensão para autenticação do protocolo. Serve como uma barreira adicional protetora, impedindo que o seu endereço de e-mail seja usado por agentes maliciosos para enviar SPAMs sem que, por vezes, o titular saiba. 

    Essa autenticação serve para, nos bastidores, verificar se o remetente, a senha e o seu IP são os mesmos do titular da conta. Para isso, basta habilitar a opção de SMTP autenticado no seu serviço de e-mail, o que contribui com uma segurança maior já que opera associado a protocolos de criptografia, sendo os mais conhecidos o SSL e o TLS. 

    o protocolo SMTP também é passível de sofrer com questões como o envio indiscriminado de SPAM
    Para evitar que seu e-mail seja usado por terceiros para envio de SPAM, vale apostar no SMTP autenticado. (Fonte: Getty Images/Reprodução) 

    Para facilitar sua compreensão em torno da configuração de um protocolo SMTP usando o Gmail, um dos mais populares, descubra a seguir um passo a passo a partir do serviço oferecido pela Locaweb. 

    Como configurar o protocolo SMTP? Confira um exemplo 

    No caso de usuários que utilizam servidores da Locaweb e têm contas de e-mail no Gmail, um dos provedores mais famosos, é recomendado configurar a conta da seguinte forma

    1. Acesse as configurações do seu e-mail no próprio Gmail, usando o recurso da engrenagem. 
    1. Siga para a opção “Contas e importação”, depois em “Verificar o e-mail de outras contas”, seguida de “Adicionar uma conta de e-mail”
    1. Insira seu endereço de e-mail e clique em “Próxima”
    1. Selecione a opção “Importar os e-mails de minha outra conta (POP3)”; e dê continuidade ao processo. 
    1. Preencha os dados solicitados com sua conta corporativa, senha usada para acessar o e-mail na Locaweb e, em servidor POP, descreva “email-ssl.com.br”,  selecionando a porta “995”
    1. Selecione a caixa “Usar sempre conexão segura (SSL) ao recuperar e-mail”, incluindo as adicionais da sua escolha. 
    1. Caso queira enviar e-mails com a conta Locaweb por seu Gmail, selecione a opção “Sim, desejo poder enviar e-mails como: email@dominio.com.br”. 
    1. Indique um nome da sua preferência, sendo seu nome e sobrenome ou do departamento em que atua. Ele será exibido a seu destinatário todas as vezes em que você enviar uma mensagem. Na sequência, habilite a opção “Tratar como alias”
    1. Ao configurar o SMTP, indique as seguintes informações: “Servidor SMTP: email-ssl.com.br”, porta 465, seu e-mail completo, a senha usada no e-mail Locaweb e, por fim, marque “Conexão segura usando SSL (recomendado)”
    1. Automaticamente será exigido um código de confirmação. Para saber qual é o número, acesse seu e-mail Locaweb, para o qual provavelmente enviaram uma mensagem com o código. Insira-o e confirme. 

    Para outros provedores de e-mail, é preciso verificar caso a caso os procedimentos a seguir, que podem variar.

    SMTP Locaweb: envio de e-mails e notificações automatizadas 

    Conte com um serviço de SMTP que auxilie a jornada do seu negócio no envio de um grande volume de e-mails.

    A Locaweb oferece o serviço de SMTP , pelo qual é possível enviar e-mails e notificações automatizadas.

    Além disso, você poderá acompanhar a quantidade de e-mails enviados, entregues, bounces e denúncias em tempo real. Mais velocidade, performance e qualidade de entrega!  

    Acesse o nosso site e confira todos as condições de contratação do SMTP Locaweb.

    Clique aqui