A criação do JavaScript revolucionou as páginas da internet, e os recursos não param de se expandir

Antes do JavaScript (JS), as páginas da internet eram baseadas apenas em linguagem de marcação de hipertexto (HTML — HyperText Markup Language), uma opção estática. O JS foi criado em 1995 por Brian Eich para simplificar o processo de validação de formulários, máscaras e valores de campos. Desde então, o código evoluiu adquirindo novos recursos e sendo fundamental para o desenvolvimento da web.

O JavaScript ganhou novos poderes com a introdução do Ajax (Assyncronous JavaScript and XML), em 2005, o que permitiu as requisições em background para o servidor, propiciando mais interação do usuário com a página. Na mesma época surgiram os frameworks JS, como JQuery, ampliando as possibilidades da linguagem de programação.

Até 2009, o código era usado apenas no front-end, ou seja no cliente, o que limitava muito os recursos da ferramenta. Foi quando Ryan Dahl introduziu o node.js, o último salto quântico do JavaScript. O node.js é um interpretador da linguagem de programação que permite ao JS rodar do lado servidor, possibilitando também o uso em back-end.

Navegue pelo índice

    O que é JavaScript e para que serve?

    na imagem há uma mulher segurando um logo em papel do node.js. O logo está em destaque e o resto da paisagem está desfocado.
    (Fonte: RealToughCandy.com/Pexels/Reprodução)

    O JavaScript é uma linguagem de script popular da internet, sendo utilizado por quase 98% dos sites do mundo no desenvolvimento front-end. Criado pela antiga Netscape Communications, atual Mozilla Foundation, o código é leve, interpretado e orientado a objetos, além de ser baseado em protótipos e funções de primeira classe.

    O que dá para fazer com JavaScript?

    O JS serve como complemento para as linguagens HTMLe CSS. A linguagem de programação pode trabalhar com linguagens back-end, melhorando a experiência do usuário nas páginas da web. O código permite o controle do comportamento de elementos dinâmicos em landing pages, gráficos animados, botões clicáveis, entre outros efeitos que tornam o site mais atraente e interativo.

    Considerado uma linguagem de alto nível, o JS tem códigos voltados para uma comunicação de fácil interpretação e com fluxo de execução assíncrona. O JavaScript dispensa compilação, tendo todo o conteúdo interpretado diretamente pelo navegador, o que torna a execução mais ágil, pois não necessita de comunicação com o servidor.

    Muito além do front-end das páginas da web, o JavaScript pode ser utilizado na estrutura interna do site, ou seja, no back-end, bem como em aplicativos desktop, mobile e games. A linguagem de programação é bem versátil, sendo útil para a criação de banco de dados, apps multiplataformas e até soluções de Internet das Coisas (IoT) e robótica.

    Qual é a diferença entre Java e JavaScript?

    Apesar dos nomes parecidos, o JavaScript não tem nada a ver com o Java — pertencem, inclusive, a plataformas diferentes. As duas são linguagens de programação. No entanto, enquanto o Java precisa ser compilado para ser executado, o JS é uma linguagem de programação interpretada, com o código sendo traduzido enquanto é executado.

    Tanto o JavaScript quanto o Java podem ser utilizados no front-end e no back-end, permitindo criar aplicações independentes. Contudo, esses dois códigos de programação necessitam de plug-ins diferentes para funcionar.

    Quais empresas usam JavaScript?

    O JavaScript pode ser utilizado por pequenas e médias empresas, mas são as grandes companhias de tecnologia que acabam sendo propagadoras da linguagem de programação. Entre elas estão Netflix, Amazon, Microsoft, Google e IBM. O código também é adotado por companhias de outros setores, a exemplo de PayPal, NASA, BMW e Goldman Sachs.

    Quais são as vantagens e desvantagens do JavaScript?

    O JavaScript é uma linguagem de programação mais leve e rápida dos que outros códigos e ainda apresenta compatibilidade com os principais players do mercado de desenvolvimento de software. Ele torna possível validar entradas e reduzir a necessidade de verificações manuais de dados, uma vez que não possibilita o envio de um formulário sem a conclusão adequada deste.

    O JS permite executar comportamentos específicos em uma página, como cliques e efeitos dinâmicos personalizados, por exemplo em apresentação de slides e mudança da aparência da tela após o envio da página para o servidor. O código é focado na otimização de sites. Mas uma página renderizada apenas com JavaScript não tem um impacto positivo no ranqueamento em motores de busca como o Google, pois o algoritmo consegue interpretar o código do JS.

    Por outro lado, o JavaScript pode inchar as páginas da web ao adicionar diversas linhas de código, prejudicando os mecanismos de pesquisa dentro do site. Contudo, esse problema pode ser facilmente resolvido com arquivos de script com extensão .js vinculados diretamente ao documento HTML.

    Como é o mercado de trabalho para JS?

    O JavaScript é uma das linguagens de programação mais antigas, sendo a base da internet. Dificilmente uma página da web é construída sem a utilização de um script, em especial do JS. Por outro lado, é uma linguagem nova para desenvolvimento em geral, , e vem sendo cada vez mais utilizada para games e outras aplicações. Assim, o mercado de trabalho para profissionais que dominam o código sempre está aquecido.

    É fácil aprender JavaScript?

    A imagem mostra o livro 'Javascript for web designers' de Mat Marquis.
    (Fonte: Claudio Schwartz/Unsplash/Reprodução)

    O JavaScript é fácil de aprender em comparação com outras linguagens. O código pode ser estudado de forma autodidata, com tutoriais na internet, ou por meio de cursos, fóruns e livros. Se o profissional tem conhecimento de programação ou familiaridade com a web e a área de tecnologia, a curva de aprendizado é mais rápida.

    Uma grande dica para agilizar o domínio do código é participar do desenvolvimento de projetos, pessoais ou colaborativos, e estudar programação orientada a objetos (POO) e programação funcional. Isso dá um amplo suporte para o desenvolvedor iniciante compreender os principais recursos do JS.

    Procurando performance, espaço e melhor custo-benefício do mercado? Conheça as soluções de revenda de hospedagem Locaweb.

    Clique aqui