Ainda muito desconhecido, esse conceito é fundamental para as empresas de tecnologia.

Softwares são uma parte importante da vida digital, profissional e corporativa. Eles podem ser definidos como um conjunto de instruções que foram pensadas para serem realizadas por dispositivos eletrônicos, e estão presentes em jogos, em sistemas de empresas e em aplicativos de celular

Uma das etapas importantes, mas que muitas vezes passa despercebida na hora de se desenvolver um software, é a sua arquitetura, e não pense nessa palavra da mesma forma em que é aplicada para casas e outros projetos físicos.

A arquitetura de software vai muito além do que você imagina, e neste artigo nós iremos destrinchar todas essas informações para você. 

O que é a arquitetura de software? 

Em poucas palavras, pode-se definir a arquitetura de software como um modelo repetível em que um programa pode ser desenvolvido. Ele abrange diversas ideias do software, desde a forma como suas funções são organizadas até o comportamento da estrutura como um todo.

É importante ressaltar que, mesmo uma arquitetura sendo repetível, ela pode variar de acordo com as necessidades específicas de cada aplicação

Outros tópicos que podem ser atribuídos à arquitetura de software são: 

  • Sincronização de acesso aos dados
  • Protocolos de comunicação; 
  • Escolha dos algoritmos
  • Controle do sistema como um todo. 

Se compararmos a arquitetura de software com a arquitetura tradicional, é como se você observasse um projeto que mostra exatamente qual tipo de sistema ou aplicativo está sendo desenvolvido, mas com mais detalhes. 

Qual é a importância de uma boa arquitetura de software? 

O mundo digital está cada vez mais complexo, especialmente na quantidade de detalhes que envolvem os novos sistemas, aplicativos e jogos. Isso faz que seja ainda mais difícil de se organizar e produzir um bom software, demandando, às vezes, que equipes maiores trabalhem no projeto. 

Nesse cenário, ter uma arquitetura bem planejada e organizada é fundamental para que o projeto não apresente problemas em sua fase final. É comum que alguns trabalhos funcionem bem no início e que, na hora de operar pequenas estruturas complexas, os entraves comecem a aparecer. 

Outro aspecto importante é a capacidade de reutilização dos códigos e processos. Quando bem arquitetados, a estrutura passa a ter uma manutenção e uma assistência técnica muito mais simples, e dessa forma poupando muitas horas de trabalho. 

Pense em um emaranhado de fios. Agora, compare-os com uma estrutura projetada para organizar todos com a sua devida nomenclatura e função; esse é o impacto que uma boa arquitetura de software pode gerar. 

Leia mais: PDV móvel: o que é e como funciona essa tecnologia? 

mulher trabalhando em projeto que envolve arquitetura de software
Arquitetura de software pode melhorar a performance e a eficiência do seu projeto. (Fonte: Getty Images/Reprodução) 

Quais são as vantagens de um software bem arquitetado? 

Enumeramos alguns pontos importantes que podem ajudar a destacar o seu produto dos demais quando você conta com um software bem arquitetado. Confira a seguir. 

1. Escalabilidade 

A otimização dos processos e a melhora na capacidade de reutilizar os códigos torna o software um produto mais escalável, ou seja, com alta capacidade de crescimento em escala.

Isso é muito importante para empresas do meio digital, já que os produtos precisam ser capazes de atingir uma grande quantidade de clientes

Com isso, a empresa pode diminuir a margem de lucro líquida por produto e, consequentemente, o preço final para o consumidor. O aumento de escala compensa as perdas e pode, inclusive, turbinar a receita total. 

2. Abrangência 

Um sistema que é capaz de resolver problemas rapidamente, também é capaz de se adaptar a novos cenários. Por isso, arquitetar o software de forma eficiente faz que ele seja muito mais maleável e abrangente.

Essa flexibilidade melhora a experiência do usuário e pode atrair clientes de vários nichos para o projeto. 

3. Performance 

O ponto mais importante na construção de um software é o seu desempenho em relação aos dos concorrentes.

As demandas imprevistas que exigem uma capacidade de execução melhor podem acontecer a qualquer momento, e uma arquitetura planejada de forma assertiva pode tornar esse processo mais simples. 

A manutenção também é um ponto importante, já que, por muitas vezes, é um procedimento que gera problemas e prejuízos para as empresas. Tornar esses processos mais ágeis e eficientes afeta diretamente o desempenho do software e, consequentemente, da organização. 

Leia mais: Como criar um aplicativo? O que é preciso 

Como trabalhar na área de arquitetura de software? 

Para trabalhar na área, é preciso se atentar a alguns pontos, principalmente relacionados à formação acadêmica. 

Em primeiro lugar, a faculdade de Ciência da Computação é um bom ponto de partida. Outras formações, como por exemplo Tecnologia da Informação, Ciência de Dados e outras áreas ligadas à computação também podem ser muito úteis. 

Para trabalhar na área de arquitetura de software é preciso ter conhecimento prévio em programação
Curso de Ciência da Computação é mais indicado para quem quer seguir a área. (Fonte: Getty Image/Reprodução) 

O importante é ter conhecimento prévio em programação. Existem opções de cursos a distância (EAD) diretamente ligados ao mercado de trabalho e que podem dar uma base para iniciar no mundo de programação de software, porém, a faculdade continua sendo a alternativa mais abrangente. 

O segundo ponto é ganhar bastante experiência antes de partir para projetos mais complexos. Crie softwares mais simples, trabalhe em projetos pessoais e comece pequeno; isso é fundamental para ganhar conhecimento e respeito no mercado de trabalho. 

Por fim, uma boa pós-graduação é fundamental para garantir um aprofundamento no assunto. Várias instituições de ensino renomadas do Brasil já oferecem especialização em arquitetura de software, como a PUC e a FIAP. E lembre-se: conhecimento nunca é demais! 

Leia mais: A Inteligência Artificial Generativa para além do ChatGPT 

Como o VPS pode ajudar o seu software? 

A maioria dos softwares precisa lidar com grandes quantidades de armazenamento de dados e outras informações que demandam um servidor rápido, eficiente e com um bom custo-benefício.  

Uma boa alternativa nesses casos pode ser o uso do Virtual Private Server (VPS), que gera um servidor virtual dentro de uma máquina física, capaz de garantir autonomia e segurança por um custo menor do que um servidor físico dedicado.  

E quando o assunto é VPS, a melhor opção do mercado é a Locaweb! Você pode ter acesso ao melhor suporte especializado do Brasil, com a melhor performance e a menor latência do país. A contratação é rápida, fácil e sem pegadinhas.  

Tenha mais performance e autonomia nos seus projetos com o VPS da Locaweb! 

Saiba mais